quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

SIMPLESMENTE... MARIA !

                 MENSAGEM DE MARIA DE NAZARÉ
    


           SIMPLESMENTE...MARIA !





' - Que as bênçãos daquele que é a Chama Criadora da Vida Universal se derramem neste momento sobre nós, trazendo as condições ideais para este intercâmbio tão necessário e urgente a que nos propusemos, em benefício de tantos quantos tenham 'olhos para ver' e 'ouvidos para ouvir' aquilo que viemos trazer como notícia inédita ou revelação oportuna, na face da Terra, louvando ao Pai pela 'Sua Sabedoria' e pela 'Sua Magnanimidade' em nos conceder a oportunidade de falarmos sobre a 'minha específica trajetória evolutiva no Universo', dentre os apontamentos de emergência que me cabe discorrer, nesta hora da Terra...

Como vinha dizendo, muito tem sido polemizada a minha face de ser cósmico vestida como 'Maria de Nazaré' nos círculos religiosos, porquanto muito tempo se usa nas conjecturas sobre a 'nobreza espiritual ou não' da  'Mãe do Cristo' na Terra, sobretudo para alguns setores religiosos onde seus líderes e prosélitos estudam o Cristianismo somente como a figura de Jesus, representando aos seus olhos a única e a máxima autoridade espiritual sobre a Terra.

Certamente que, como representante do Pai, Jesus é a estrela de maior brilho conhecida por vós, e tanto assim, também para nós, foi ele o eleito do Pai para regar a Terra do seu amor sublime e inconspurcado.

Mas, aos nossos olhos de seres inteligentes do Cosmo Infinito, definimos o Cristo como 'um' dos milhares dos representantes do Pai no Universo, com toda a sua magistral estatura espiritual, mas apenas 'mais um' dos seus filhos incumbidos de administrar uma das suas obras divinas por Ele criadas na eternidade: a Terra.

E, pela grandeza espiritual desta tarefa ímpar, pois cada orbe assim o é, um fruto divino que exige cuidados celestes específicos, observamos que, durante os séculos, muitas opiniões se formaram acerca da 'Mãe' do Filho de Deus, dividindo a comunidade cristã e também as não cristãs em facções de argumentos e pensamentos a respeito da 'equidade da mãe com o filho ou não', 'da condição espiritual de iluminação ou não dessa mãe', para ter concebido o filho Deus na Terra.

Nós sentimos que até que trouxéssemos mais informações do nosso plano invisível ao mundo dos encarnados através desses nossas 'falas gravadas' que se tornarão futuros 'escritos', fora preciso que traçássemos pela nossa própria 'voz', que estarão muitos, então, lendo como mensagem escrita em breve, nestes nossos ditados, o 'Perfil de Maria' no Universo Cósmico.

Maria, na Terra, para os vossos olhos, foi uma recatada e meiga virgem de Nazaré que, num certo dia, vislumbrando um anjo de luz, recebera a notícia da vinda do 'Filho de Deus' por seu intermédio.

E, quanto a isso, no dizer de muitos cristãos, Maria fora uma 'simples mulher' como qualquer outra que poderia ter recebido a honra e a glória de conceber do 'Espírito Santo' a apoteótica presença de Cristo entre o seres espirituais encarnados na Terra.

No entanto, sempre aqui, neste trabalho de canalizações que temos já iniciado, quereremos elevar a imagem da vossa 'Maria', com o único e despretensioso propósito de tão somente 'esclarecer-se', pelo menos para os mais aflitos, quem é essa personagem pouco devassada ou revelada em sua vibração pessoal no Cosmos, antes que  se desperdicem mais  'momentuns' ou 'ciclos terrenos' tão valiosos, em discussões estéries a respeito da 'condição ou não', 'da grandeza ou não' de Maria para ter concebido o Cristo.

Resolvi, então, sob o Olhar Onipresente do Pai Criador, contar a vós algumas peregrinações da minha alma no universo desde que recente 'parte integrante' do 'Hálito Multiplicador' de Deus deu vida às minhas origens como ser indivisível e único, embora mesclado com todas as mais ignotas eras dos inícios da Sua Sobeja 'Criação Dos Seres'.

'Recente' num relativismo que sabereis compreender, posto que, para vós, Maria é incalculavelmente mais antiga do que a vossa criação, embora, para nós, que conhecemos parte da 'História da Criação e da Genealogia Cósmica', a origem de nossos seres remonta a tempos imemoriais na concepção de 'tempo' que vós tendes.

Para nós, o 'Tempo', esse mistério divino, ou esse mecanismo de mensuração somente da vida dimensional rudimentar, onde a 'Matéria' existe e faz evoluir o 'Espírito', esse mesmo não existe, sendo apenas um registro, uma referência para aqueles que transitam na situação de 'Evolução' no útero da materialidade universal.

Para que possam dar sequência lógica ao vosso entendimento limitado quanto aos vossos passos evolutivos dentro de situações carnais em 'um' ou em 'vários planetas', nas vossas experienciações de espíritos envolvidos com a densidade fluídica de baixa frequência, o Tempo é o precursor e o desfraldador da vossa iluminação, que modela vossos espíritos, tal qual faz o esmeril aos diamantes brutos para que o seu brilho seja restaurado para todo o sempre.

Esses tempos imemoriais de minha criação, no entanto, para mim, são como se estivessem acontecendo hoje, porque, no nosso plano de vida cósmica, a visão que temos do que aconteceu em algum momento da nossa trajetória ainda está acontecendo e ainda acontecerá. É como se o 'passado', o 'presente' e o 'futuro' do vosso tempo, assim entendidos por vós, acontecessem todos ao mesmo tempo...

É como se tudo estivesse dentro de um mesmo círculo ou organismo cósmico, e como se 'células' desse círculo vivo estivessem se reproduzindo constantemente, tal qual uma flor que vai se desabrochando em suas pétalas, tornando-se a mais bela expressão do que é e, logo depois, vai murchando e se desintegrando,transmutando-se em novo impulso frequencial que dá lugar a novas pétalas, no mesmo ramo de vida elementar cósmica.

E isso continuamente, num pulsar infinito e eterno, sem que, na verdade, as pétalas que murcham realmente murchem... apenas elas são recambiadas ao seu ponto inicial de florescimento e tornam-se novas pétalas.

Esse é o processo que aqui neste plano nós chamamos de 'Tempos'.

É um 'tempo que não é tempo', é um 'nascer', um 'viver', um 'morrer', um 'renascer', dentro de um mesmo processo, estando assim o processo de cada vida criada dentro deste círculo.

Imaginai vendo-vos continuamente como essas pétalas, desabrochando também continuamente no seu esplendor, no seu brilho próprio, na sua cor e no seu perfume específicos, singulares...






Cada ser, então, é um desses círculos no universo, provindos do fulcro creatório enigmático do Todo Poderoso, e cada círculo sendo uma individualidade, como uma 'bolha sagrada' que viaja pelo cosmos incólume, inatingível e que faz desenrolar, ali dentro, todo o seu processo próprio, todos os seus arquivos de vivência, de experiências, de trâmites para tal ou qual estação do universo, ali se tornando um disco compactado de todo esse percurso cósmico, tornando-se, então, dígitos de uma tecnologia inconcebível para vós, pois é como se toda a história deste ser, desta criação magnífica desta bolha que paira no Cosmos, que é 'cada espírito criado', estivesse ali contida como a egrégora individual de toda a saga de cada ser nas histórias das suas viagens pelos recantos da 'matéria', pelos recantos 'espirituais' e pelas condições de vida angélica ou arcangélica ...até atingir de forma plena a vibração de sintonia com o retorno ao lar virginal da 'antimatéria'. Essa vivências todas são registradas de forma espiralada e oitavada até a suprema ascensão de todos os seres.

Imaginemos que do 'Hálito Divino' milhares, milhares e milhares destas bolhas são respiradas pelo Pai ! Expiradas e também inspiradas...

São elas todas como 'moléculas do seu hálito' , sendo que, dentro de cada uma dessas bolhas divinas, destes círculos próprios de cada ser, que estão registrados todos os seus nascimentos em planetas ou em estações espirituais, colônias astrais, ou vivências em falanges cósmicas, ali tudo está conectado, intrinsecamente ligado, cada vivência mesclada na outra, sem que haja diferença entre o que 'foi primeiro', o que 'foi depois', o que 'foi por último'.

Por isso eu disse que 'tempo' para nós não existe !

Ele é um 'todo' onde o espírito 'absorve a si mesmo', de forma ininterrupta, exprimindo de várias formas todas as suas experiências de todos os planos dimensionais pelos quais passou, 'absorve a sua evolução', a sua 'integridade', as suas 'características específicas', que é uma 'atribuição' de cada ser criado,e que é uma 'capacidade' de cada ser criado de ter nuances diferentes no interior de sua vida única, de sua bolha única.

Uma 'bolha de vida' nunca é igual à outra, embora sejam semelhantes...

Um 'ser inteligente' se distingue do outro e essas características são conservadas no decurso de toda a sua trajetória, desde a sua origem nas suas raízes da criação, até os mais altos páramos que nossa mente possa conceber como auge do caminho evolutivo...

Sempre cada qual estará dentro desta bolha divina de sua 'presença sui generis' no universo, compartilhando, porém, do mesmo contexto de ser como uma molécula do hálito divino, onde gravitam cifras delas inexprimíveis pelos vossos mecanismos de dedução científica, matemática ou filosófica.

Há marcas próprias da peregrinação que cada ser fez em várias identidades envoltas em corpos do plano material, ou de várias personalidades distintas que também teve no plano angelical, e que teve antes de descer às experiências da dualidade, porque dentre os virgens seres deste dito 'universo virginal' também se processaram ou ainda e sempre se processarão várias experiências diferentes destas do plano dual, que foram, são e serão também experiências que vão completando as necessidades cósmicas outras, incompreensíveis para vós, de 'aprendizado' circunstancial, em vida dual ou em vida como 'essência' cósmica individual e universal.

Portanto, nossa criação é idêntica, é comum à todos os seres. Todos somos moléculas deste hálito divino.

O que ocorre de diferente 'de ser para ser' é o que se está processando em cada vida própria espiritual.

Muitos seres estão, entretanto, em 'primórdios' de aprendizagem, mesmo que tudo se processe ao mesmo tempo, como íamos dizendo, dentro desta bolha pessoal de experiências, pelo fato de terem sido criadas pós ciclos divinos em que nós já tínhamos sido criados.

Sendo assim, para todos os seres, em alguns períodos das sagas próprias de cada ser, houve, há e haverá algumas 'fases evolutivas de relevância' para a construção da sua evolução.

Quero dizer que, mesmo sendo todos iguais, partículas da mesma Fonte Sagrada, é como se muitos estivessem já em tempo de maturação destas vivências, deste 'nascer e renascer' de pétalas continuamente, e muitos ainda estão num processo ainda precoce, pois que possam ter sido criados no tempo de nossa já velhice cósmica.

Vamos aqui designar como 'tempo' para o vosso entendimento, 'tempo diferente' ou 'tempo diferenciado' para cada qual dos filhos de Deus, mesmo todos provindos do mesmo hálito do Pai.

Embora no universo trabalhamos de forma atemporal, existem 'ciclos de trabalho divino' pois que o Pai trabalha continuamente 'criando'.

Dentro da Sua própria Criação, por outro lado, em dando a todas elas as oportunidades contínuas de transmutação dentro do próprio circuito pessoal evolutivo de cada uma dessas suas criaturas, algumas destas bolhas, 'por algum desígnio superior'... 'voltam a ter raízes' no âmago do 'Incognoscível Ser Divino', como se entrassem novamente em posição não de retrocesso, mas de volta ao organismo divino.

Vamos assim conceber para o vosso entendimento...um retorno ao Sagrado Gerador da Vida, para que, num 'novo processamento' o Pai torne a lançá-los como bolhas de uma 'nova expiração divina', como no mecanismo da entrada e saída do ar de vossos pulmões, quando então alguns desses seres voltam inspirados para a reestruturação de suas bolhas de vida individual.

Após essas transmutações, indefiníveis para a vosso entendimento e para vossa apreciação, são novamente arrojadas ao espaço da 'maternidade cósmica', ( pois assim concebemos o Universo, o Útero Materno da Gestação dos Seres, após criação no Misterioso Organismo Divino ) onde os percursos novos de cada ser voltam a ser os roteiros evolutivos a serem trilhados.

Esses são ensinamentos muito profundos que não podem ser explicados em detalhes neste momento. Venho dizendo tudo isso apenas para adentrar o terreno das explicações sobre a 'grandeza ou não' de Maria para conceber vosso Mestre Jesus na Terra.

Pelo fato de eu aqui apontar, a partir de agora, algumas das minhas experiências no universo, não significa que sejamos maiores ou superiores a qualquer irmão do universo...

Como disse, somos todos iguais, bolhas que transitam pelo universo, dentre estas todas que estão no processo de 'inicio ou nascimento creatório', e outras que estão em grau de 'maturação', no âmbito das suas vivências já consumadas rumo aos degraus da angelitude ou à posse de sua condição virginal.

Posso dizer à vós, eu, Maria, mãe de Jesus, que àquele tempo da gestação de meu filho na Terra, já era um ser que estava em processo de maturação dentro deste ritmo de evolução explicado até agora.

Nesta bolha da minha individualidade universal estava esta vossa irmã 'pronta' para entrar em vossas vidas e ter convosco como a 'Nossa Senhora' ou a 'Virgem Maria' , de Nazaré.

                                                                    
**************


... Conduzindo-nos agora para o interior deste tempo, vamos dizer assim, da minha alma, esta bolha simbólica é o meu tempo, é a casa da minha história no universo e, dentro dela, gostaria que vislumbrásseis um 'arco-íris' de dezenas de matizes, cores que não estão na freqüência da vossa condição ocular, mas que existem no universo de forma natural...

Cada cor deste arco-íris simbólico para vós, na história do meu ser, entrementes, por desígnios insondáveis e misteriosos, representou, representa e representará, para o meu espírito, um círculo de milhares de vidas cósmicas em várias dimensões, em éons de 'tempo', se assim podemos usar a linguagem temporal para o vosso entendimento...

Cada cor representou experienciações indescritíveis, cada qual sendo uma determinada 'órbita frequencial universal'.

E cada uma dessas órbitas representa uma galáxia dimensional, uma constelação específica de orbes, em 'planos de existência espiritual' diferenciados entre si, em todos eles, os orbes, e em cada órbita frequencial galáctica distinta da outra...

A minha evolução, como a de todos os seres, é representada como parte de uma 'espiral' em que vamos caminhando em uma cadência rítmica de ascendência constante no universo, em todos os seus planos e graus de vida física, espiritual e cósmica.

E, nessas órbitas todas, incalculáveis e inimagináveis na exponenciação de suas gradações e condições singulares de cada qual, pude conviver com situações das mais inesquecíveis para o meu espírito.

Ter vivenciado a própria experiência de ser uma 'flor no campo' nos primevos tempos de Andrômeda...e em outras oportunidades de ser o 'espírito de uma estrela no céu' , dentre as milhares de almas irmãs responsáveis por outros planetas e estrelas do Cosmos...ou então ter sido uma 'mônada virginal' lançada em algum território de algum outro globo planetário onde a vida humana iria iniciar a sua história, para lhe fazer florescer a primeira célula de vida...

...em outras oportunidades, como qualquer destes personagens que vós tendes conhecido como em vossas próprias histórias, ter sido ou uma camponesa em Astúrias, ou um mestre de astronomia em Sírius, uma especialista nas artes de 'Arquitetura Cósmica' nas galáxias de várias dimensões, tendo a função de construção de maquetes das formas dos 'animais do ar' , na Terra e em muitos outros planetas, e dos seres que voam no espaço de todo o Universo...

Quantas sagas, de quantos éons, em quantas dimensões, de tantos milhares de esquemas divinos de evolução e de missões galácticas de todos os filhos de Deus...Suas Criações !!!

Exalando do meu ser pulsante que, dentro de si, conservando a inteligência original da sua criação, tanto fazendo parte da natureza exuberante de alguns desses orbes, em outros como Deusa de onde se originou a raça que conheceis hoje na Terra como 'raça egípcia' e que tem a sua origem em instâncias, em órbitas e desconhecidas dos próprios pesquisadores, a astronomia... tive experiências mútiplas, desde a descida à matéria quando vivenciei a liberdade do ser com as suas asas verdadeiramente asas, do plano angélico, onde embevecida buscava as experiências mais exultantes para a alegria do meu ser, em verdadeira festividade cósmica a de poder sentir a plenitude da paz, da alegria, do amor...

...em alguns planetas da matéria tive a condição de ser cientistas que revelavam ao seu povo os poderes da majestosa e exuberante natureza que eles continham no seu bojo...
       
...em outras, utilizava muitos dos conhecimentos da 'Geometria Sagrada' obtidos nas 'Universidades de Metaciência Estratégica do Universo Transdimensional de Ramatis', para curar os habitantes dos orbes onde eu aportava...

Em outros momentos fora eu concitada a estar em reuniões de 'Planejamento e Programação da Formação dos Planetas Virgens da Via Láctea", juntamente com outras centenas de plêiades de seres celestiais que já haviam sido escalados pelo Pai, no encontro cósmico de seus filhos em estágio de suficiente de maturação evolutiva para poderem estar compondo este cenário de participantes dos 'Conselhos e Conclaves Galácticos e Intergalácticos'...






Foi quando, 'em uma dessas tramitações do meu espírito, no momentum em que fora designada pelo Pai para reger o mecanismo de freqüência vibratória das faixas aparentemente coloridas que compõem o planeta Saturno', iluminados seres avisaram-me da decisão da 'Formação do Planeta Terra', um novo plano de vida concebido pelo Pai...

Juntamente comigo também foi chamado o mestre Jesus, que estava então, neste ponto da sua evolução, estudando e implementando forças e freqüências vibratórias do planeta Vênus, para que os espíritos que ali gravitavam na sua esfera mental espiritual, ( pois os planetas também tem uma mente que pulsa ), pudessem se preparar para servir à Terra...

(...também quanto ao 'servir' aos planetas do Cosmos vamos falar em uma outra vez...)

Cada planeta tem em torno de si uma aura mental, uma aura da 'inteligência planetária'.

E então, nessas esferas mentais espirituais do planeta Vênus, seres como Jesus e os essênios, assim conhecidos por vós, combinavam estudos para que este planeta venusiano pudesse fornecer subsídios e recursos para outros que fossem apontados pelo Pai como necessitados desta sua contribuição energética, magnética e elétrica.

De forma que, sem querer estender o que os outros seres que compunham esta falange iriam fazer, cada qual na sua atribuição no universo, pretendo agora restringir-me ao nosso papel conjunto de virmos para a Terra...

Juntos, eu e Jesus viríamos para a Terra, por decisão divina, alguns milhares de anos após a sua solidificação, nas suas primeiras civilizações, para trabalho posterior mais profundo, de espiritualização do planeta, alguns milênios mais tarde...

Embora eu estabelecia e consolidava estratégias frequenciais para circundar Saturno dos vários anéis de dinâmicas vivificantes das cidades etéricas ali flutuantes, de finalidades galácticas bem definidas para nós e delineadas para uma interação vibratória na órbita solar, e o mestre Jesus, no planeta Vênus, na sua interação com Mestra Nada, com os Kumaras e com os esséias, fomos então chamados para uma excepcional e extraordinária 'reunião estelar especial':'  'O Conclave da Federação Galáctica pró CosmoGênese do Planeta Terra '.

E para ali foram convocados especialistas do 'paisagismo planetário', 'engenheiros siderais' abalizados para moldarem 'reinos elementares' através de projetos de 'formas' e 'caracteres' de plantas e folhas, de insetos, de animais, de geomorfismo, de constituição de minérios e camadas tectônicas pós era do 'fogo sagrado do espírito divino' se integrando ao novo planeta.

Centenas de confrarias cósmicas se uniram neste conclave àquele que seria o 'Governador do Planeta Terra', para estipularem como seria o novo planeta concebido pela vontade divina.

Foi então que, dentre belezas inconcebíveis criadas ideoplasticamente pelas nossas mentes fecundas e amorosamente criativas, no centro do ambiente cósmico em que nos situávamos, embriagados pelo cenário das estrelas pontilhando o  céu índigo que era o nosso teto cómico, onde construímos uma grande mesa ovalada, e em cujo redor centenas de seres se reuniram para estipular as 'diretrizes formais cosmotelúricas' do planeta em nascimento ou renascimento, em expressão 'viva' nessa mesa, o planeta Terra se nos apareceu no espelho luminoso e radiante em que nos debruçávamos, com todos os seus atributos naturais e com os seus caracteres pós- expansão de toda a sua natureza interna e externa.

Com as nossas mentes fazendo convergir mananciais de nossa força propulsora co-creatória para o centro desta mesa ovalada, sob o amparo divino manifestado na Sua Onisciência e Onipresença através de nossas ações conjuntas, priorizando os degraus de consolidação etérica e astral, paulatina, da formação dos elementos fundamentais e das espécies sintonizadas com o padrão vibratório da Terra, o que então pareceria aos vossos olhos como o retrato da Via Láctea com suas estrelas em brilhos fosforescentes, plasmou-se, por vontade celeste, quando a Terra, ali no seu centro, resultava, como mais uma obra divina nascendo no universo...

Com as nossas emanações criadoras sagradas partindo dos fulcros poderosos de nossas mentes conjuntas, autorizadas pelo Pai, todos nós ali, seres antiquíssimos nas viagens supremas de nossas 'bolhas' pessoais pelos éons da Criação Divina, programamos a topografia dos continentes, a flora e fauna dos oceanos, a harmonia do enraizamento dos rios nas matas terrenas e tudo o quanto conheceis sobre formas, cores, desde as estruturas atômicas dos elementos químicos e as leis da Física, quando, a certa altura desta reunião solene, convocava-se um ser que se responsabilizasse pela sua Gestação Maternal Material, pois que então ainda nem 'bola de fogo' era ainda a Terra...

Ele estava nos seus primórdios, no planejamento ...

Estranhais algo ? Basta analisardes quando vossos engenheiros, arquitetos e paisagistas, ambientalistas e urbanistas e todos os demais regentes de cada departamento de ação em vossas cidades se reúnem para a concretização de uma maquete material da habitação de nova comunidade humana e traçam todos os itens e pormenores de sua criação, por ordem de coerência e prioridades, estipulando todos os materiais com que tudo será construído...

Se podeis arquitetar cidades em papel, com traços de grafite, e depois amealhardes blocos de argila...quanto mais a sabedoria divina, na sua ciência magistralmente poderosa, não saberia bem delinear o perfil de cada um de seus filhos-orbes, com as suas funções, as suas metas, as suas diretrizes espirituais, com os seus gerenciadores em plano espiritual, e também no plano físico. da manutenção de todos os reinos, com os seus protetores, com os seus expurgadores...

Tudo no universo é uma grande obra de 'Perfeição Incomensurável' !

E 'alguém' então pediu a 'alguém' dali que fosse a gestante e gestora deste 'ser estelar' que se preparava para nascer, no seu próprio 'corpo cosmoespiritual'...

E eis, então, que uma grandiosa e espetacular 'alma feminina do universo', na grandiosidade, no esplendor, da magnitude da sua expressão de profunda integração com a Vontade do Pai e com as diretrizes do Pai, dispôs-se a ser, dispôs-se a dispor do seu 'ventre cósmico' para que a Terra lhe absorvesse os eflúvios...

E, deste ser, desta 'Mãe, Mulher, Mater, Madona ou DEUSA CÓSMICA, que, aos vossos olhos, é o que nós poderemos chamar de uma Grande Deusa Gaia ou JNANA, que também doou-se, nos primórdios do planeta Vênus, gerando este 'ser planetário' Vênus, também chamado de ESTRELA ISHTAR  e que já havia se desincumbido desta função para poder estar livre para novas funções galácticas de maternidade planetária, soou a afirmação de ceder novamente seu corpo celestialmente divino para a gestação da Terra.

Então a própria precursora da iluminação da Estrela Ishtar ou Vênus também a foi na Terra, ou seja a Deusa Mater de Vênus, de nome cósmico GAIA ou JNANA, ou NANÃ para a AUM BAN DHAN, orixá da mistura entre os elementos ÁGUA E TERRA, implantou no seu próprio ser a 'célula mater' do novo planeta que deveria ser gerado na VIA LÁCTEA.

E, neste novo ser galáctico, a Terra, desde o seu inicio, esta deusa feminina, de caracterísitica e porte espiritual de matrona ou ou MADONA NEGRA, para que o 'escuro' fosse o ambiente gestatório do novo orbe, como acontece no próprio útero materno das mães terrenas.

Gaia ou Jnana, em estando gerando a Terra, vem se gestando a si mesma como uma deusa ainda mais qualificada para gestar um novo orbe de quinta dimensão chamado 'ANTEROS', que receberá muitos de vós em algum tempo de vossas vidas no Cosmos, partindo em breve para restauração de seu organismo gigantesco e dévico, e deixando a Terra que, a partir de agora, depois de 'gestada', será 'GERIDA' ou 'CONDUZIDA' por uma nova deusa, a própria DEUSA ISHTAR, ou Nadja, chama gêmea cósmica de Jesus Cristo.

E, Cristo, naquele conclave inesquecível, tendo sido designado em uníssono, por todos os seres ali presentes para governar a Terra, pois que ele próprio, como já disse, vinha acompanhando, implementando e conduzindo o planeta Vênus quanto aos seus recursos fluídicos eletromagnéticos e, como a própria Deusa 'Jnana', de Ishtar ou de Vênus se designou a gerar a Terra, 'nada melhor de que um governador da Terra que viesse de Vênus também para governá-la'.

'Maria' ali era uma dessas almas, como já disse, que havia transitado por inúmeras odisseias cósmicas e que naquele 'momentum' ajudava a compor, paralelamente à criação dos anéis de Saturno, este cenário de preparação da Natureza da Terra ao lado dos antiquíssimos esséias e seres majestosos de ARUANDA, os ORIXÁS plasmadores e regentes dos elementos da matéria física da Terra: a ÁGUA, a TERRA, o AR e o FOGO ...

Eis, então, que Mestre Jesus, inspirado por seres angelicais ainda mais superiores, intermediadores da própria Vontade Divina, esperou o tempo da preparação da 'TELA BÚDICA' da Terra para chegar ao seu espectro áurico.


 Engenheiros siderais que se dispunham, já há um determinado tempo, a serem condutores da construção arquitetônica de fios cósmicos de poder impermeabilizador, em defesa aos ataques que a Terra poderia sofrer nos seus tempos de recém nascido, como também à  'tecitura' da 'malha etérica' da aura ou da egrégora planetária da contraparte sutil terráquea, deixaram o planeta Terra preparado para o início da vida e para o ENTRECRUZAMENTO VIBRATÓRIO que JESUS deveria fazer como um ESSÉIA pertencente ao PODEROSO ESPECTRO SIMBÓLICO DAS '7 CRUZES CRÍSTICAS ESSÊNIAS'.

Já tudo tendo sido consumado, sendo plasmada esta rede defensora poderosa, decidiu-se a que ele viesse aportar na Terra para conduzir o seu novo rebanho de seres que ainda estariam em processo de evolução como mônadas trazidas pelos seres extra terrestres com o início do principio vital e inteligente, e as outras demais raças que chegavam à Terra, como exilados em aprendizado e missionato de construção e adequação tecnológica gradativa nas primeiras civilizações do novo globo, trazendo a sabedoria ancestral de que eram portadores, embora recalcitrantes no Amor e Fraternidade Cómica Universal.

É como já dissemos: - Não somente aqui na Terra nasceram os terráqueos, mas em outras estâncias do universo igualmente, em eras anteriores à formação da Terra, os quais vieram como esses missionários imigrantes ou como aqueles que desafiaram as leis divinas nesses outros orbes e teriam que palmilhar os íngremes caminhos terrenos para alçarem vôo a novos patamares evolutivos.

O Pai Amantíssimo faculta a todos os seus filhos o 'direito', dentro da Lei Divina, da 'OPORTUNIDADE CÓSMICA DO RESGATE INTERSIDERAL', quando 'mais livres' e para o 'mais alto', em direção à 'liberdade plena do ser' todos os seres podem buscar reunir seus fragmentos de suas histórias em suas bolhas próprias para volverem à estrutura de inteireza de suas identidades universais.



  ****************



Mas...continuando... o Cristo queria, então, aparecer ao povo da Terra para guiá-los, o que ficou traçado como meta de administração espiritual do novo planeta, dentro do planejamento divino, e que deveria acontecer numa determinada fase ou num determinado 'tempo' do vosso tempo como conheceis.

Como a vida dele aqui precisaria ter uma forma 'visível' de aparecer no mundo... pois que não poderia aparecer do 'nada'... foi estabelecido naquele conclave suntuoso da Federação Intergaláctica, então, que aquelas condições cósmicas desta 'Maria' de quem eu vos falava, presente nesta reunião estelar, preenchiam alguns requisitos com relação ao padrão vibratório do ventre ideal onde Jesus deveria se desenvolver como embrião de origem divina.





O conhecimento sideral que detinha Maria destas frequências de cores no planeta Saturno a fez ser eleita para que pudesse ser a 'mãe de Jesus' porque, para o seu nascimento, para a sua gestação, seria necessário que o ventre fosse composto por todas as faixas eletromagnéticas dessas cores, que são frequências vibratórias do Universo, e que representam, como eu disse, estágios de evolução, de aprimoramento, de conquistas solenes de cunho espiritual, como o da sua ascendência espiritual pela escalada pela 'espiral' evolutiva que a posicionara com destaque no Cosmos, pois que esses quantuns específicos de energias cósmicas, num momento preciso de sua encarnação o Cristo precisaria: na sua crucificação...cujas cores em si registradas equilibrariam todos os polos ou centros de energia do seu corpo de contextura física e fluídica, ou seja, etéricoastral.

Pelas suas condições de ser especial, Jesus teria que nascer num ventre que tivesse essas condições específicas dessas tais frequências vibratórias no seu interior, pois que elas seriam respaldo energético para o seu grande testemunho.

Maria, por outro lado, para nascer de Ana, tinha uma condição já própria de manipulação dessas frequências no interior do útero da mãe, de forma que as podia 'densificar' com muita facilidade, absorvendo para seu próprio corpo fetal qualquer ou todas essas frequências vibratórias que alicerçariam seu espírito para a sua igualmente desafiadora missão.

Ela mesma foi, então, designada a nascer num ventre comum de mãe, mas que tinha ressonância com a figura materna e paterna, de algum dos logradouros cósmicos onde ela havia vivenciado experiências juntamente com eles.

Como a 'menina' Maria tinha, então, todo esse preparo para poder absorver cores com facilidade e, obviamente, com propriedade e critério, elegeu ela a frequência vibratória de uma tonalidade do 'vermelho rubi', para iniciar seu percurso na vida humana da Terra como criança ativa e de inteligência viva, e para poder restringir a sua própria aura de maturação espiritual e evolução, que irradiava a sua identidade verdadeira, para poder assumir a 'carne' na sua vibração de densidade.

Então, a menina Maria não teve grandes louvores para nascer, nem foi concebida do Espírito Santo...

Ela vinha trazendo, a menina Maria, todas aquelas frequências vibratórias com as quais brincava, e que eram puras no interior do seu corpo, mas mananciais que robusteciam e sublimavam o seu 'bojo materno' que um dia seria o ventre onde se geraria o Senhor do Mundo, Jesus Cristo.

Portanto, assim se fez enquanto a menina crescia...

Somente os seres do plano divino saberiam manipular, afora ela mesma, as condições fluidoelétricas deste 'arco-íris'  interno de Maria.

Somente os seres angelicais poderiam introduzir neste ventre o primeiro Governador do Planeta Terra, que então, lá no espaço, passava também por um processo interessante de restringimento da sua própria expressão espiritual, para compactar-se numa espécie de 'mônada', de 'célula sutil' que, através de um 'tubo celeste', vindo de planos onde vivem os seres arcangelicais construtores dos fluidos vitais e das células mater de toda a Criação, pudesse ele como que 'escorregar', lá dos seus patamares, por este tubo, até este 'arco-íris' materno, preparado para recebê-lo nas condições densas da vida humana, até a sua ambientação no clima terreno.

Sendo que, dentro do próprio ventre, na sua vivência em cada faixa de cor deste ventre, foi ele, então, reassumindo as condições da sua individualidade mental e também as dos recursos de plasmação do seu corpo que teria elementos formadores tanto das moléculas densas quanto das sutis, porque ele estava sendo gerado em várias frequências vibratórias , também de cores densas e de cores sutis.

De forma que o 'Corpo de Cristo', para esclarecimento geral, eram dois corpos juntos, um denso e um sutil, mas não sutil como o corpo etérico que vós conheceis, mas uma junção da mônada divina com o código genético da carne humana.

Isso porque as estruturas atômicas e frequenciais especiais deste ventre davam essa condição a ele de ter uma característica diferenciada dos outros corpos. Quanto a isso, também, um dia poderemos comentar mais demoradamente, porque hoje viemos falar da nossa própria 'personalidade'.

Maria de Nazaré, como posso eu mesma identificar-me 'a mim mesma' perante vós 'era ou não era' uma mulher comum ?

'- Poderia ter sido qualquer outra !!! ' ... Assim se colocam os obstinados homens religiosos não sequiosos de esclarecimentos e de conhecimentos 'exotéricos'...

Creio que essa explicação dada nesta noite, neste recinto sagrado desta amada irmandade da Estrela Ishtar, sem que eu queira ou pretenda 'exaltar' a minha figura humana de uma mãe terrena, define bem qual era a posição do 'espírito de Maria', neste contexto mais abrangente, como 'mãe frequencial' de Jesus aqui na Terra, onde todas as vibrações das cores restauradoras do equilíbrio e da sintonia com o Cosmos e com a Divindade deveriam estar indelevelmente articuladas com cada célula do seu corpo físico e sutil.

Nem com isso queremos dizer que ela não fosse uma mulher comum, porquanto eu mesma, no inicio deste ditado, vim dizendo que todos somos 'bolhas' no universo, criados pela mesma vontade divina, cada qual vivenciando bilhares de situações evolutivas no universo material e também no universo adimensional, cada qual passando pelos seus caminhos iniciáticos próprios e necessários, rumo à 'perfeição' fadada a todos os seres criados.

Pelas minhas experiências especificas dentro da questão das 'freqüências vibratórias' é que fora a escolhida para conceber o Cristo. Se eu era ou não da grandeza, se estava Maria em equidade evolutiva com Cristo ou não, isto não me compete deduzir ou pontuar, porquanto apenas venho aqui esclarecendo sobre o porquê de ter tudo assim sido designado por todos os seres que compunham aquele conselho estelar para a formação da Terra.

Hoje já passados dois mil anos deste evento celestial na Terra, estamos aqui de volta tentando lançar nas próprias mentes humanas 'as cores' que compõem 'a minha especialidade' no cosmos infinito.

E essas cores simbolizam muita coisa no sentido de que cada qual delas pode se referir, para vós, em circunstância encarnatória terrena, a um trabalho intelectual ou espiritual específico, em sintonia com a frequência de cada matiz ou onda frequencial, ou ainda 'egrégora de aplicabilidades' de cada uma das cores universais.

Um trabalho de fertilização nas mentes humanas sobre os vários tipos de abordagens terapêuticas e impulsionadoras de mudanças de comportamentos e situações emocionais, características dos planos materiais de evolução, podem ser desenvolvidos e ampliados em suas explicações, a partir do conhecimento das 'funções cósmicas' de cada cor ou de cada faixa vibratória desta cor, nas várias dimensões dos seres espirituais como também as dos corpos celestes do espaço cósmico.

No mesmo momento em que Maria fala como a 'Nossa Senhora de Fátima', 'Nossa Senhora de Lourdes', 'Nossa 'Senhora do Perpétuo Socorro', e tantas 'Nossas Senhoras', tantas foram as 'cores de minha alma' com que me apresentei em cada um desses eventos de minhas aparições em várias partes do mundo, com as linguagens adaptáveis às concepções necessárias às mentes humanas, naquele momento planetário específico em que cada qual de minhas vibrações agiu no vosso orbe, de maneiras diferenciadas, estendendo o seu alcance potencializador frequencial singular de cada qual, pela ação das missas e reverências, panfletos e imagens, cultos e celebrações de cada Polo que focou sua atenção ao meu ser de múltiplas vibrações, até os dias de hoje e até a consumação dos tempos.

Eis que agora, fazendo esta revelação e me pronunciando a respeito, vibro meu ser numa nova cor, numa nova frequência para as mentes que estão vibrando numa mesma tonalidade vibratória que é a do 'conhecimento mais aprofundado sobre as leis do universo'.

E enquanto Cristo continua na sua missão de administração do planeta junto aos seus eleitos para cuidarem de assuntos específicos no plano terrestre, da sua tecnologia, da sua medicina, da sua filosofia, da sua ecologia, da sua justiça, da educação dos povos...e quantos seres cósmicos e encarnados estão em cada um desses departamentos...enquanto ele faz tudo isso 'Aquela' que se fez a sua 'Mãe' está na sua função de lançar os jatos de luz das suas varias frequências vibratórias para que aqueles que estiverem prontos, para os que tiverem 'olhos de ver', 'ouvidos de ouvir', 'corações abertos para sentir' e que poderão então receber conscientemente esses eflúvios dentro de suas próprias mentes, das suas próprias almas, nessas frequências várias que venho emitindo à Terra e que continuarei emitindo aos povos de formas diferenciadas e específicas para cada situação planetária, mas todas produtivas, transmutadoras, curadoras e multiplicadoras do Bem Maior vindo do Pai através de uma simples serva sua no Cosmos...a Sua filha, a Sua, simplesmente, Maria...

Mas apenas nesta vibração em que me identifico com a sintonia de uma representante também da Estrela Ishtar é que encontrei as condições para poder transmitir com maior profundidade esses ancestrais da história  de Maria e de Jesus e de tudo quanto venho falando e tudo quanto ainda que vos revelarei, porque também existem as condições mentais em arquivo guardado nas almas que hoje se fazem instrumentos de comunicação entre o nosso plano e o vosso.

         Sem pretendemos aqui colocar em destaque qualquer dos nossos servidores aqui na Terra, todos irmãos e irmãs nossas que são, cada qual cumprindo o seu papel, por várias formas que desejo me comunicar, quer em espírito quer em matéria, cada qual de meus eleitos para minhas palavras e minhas aparições, todos juntos temos um único propósito, conciliado no plano espiritual, qual seja o de 'elevar' o nome do próprio Pai, na sua grandiosidade por nos dar essa oportunidade de infiltração de nossos seres eternos, por Ele criados e auxiliados perpetuamente, na 'Sua Obra da Criação', da 'Sua Ciência', nos 'Seus Supremos Desígnios' para sairmos todos, seus filhos, dos túneis e labirintos da ignorância, que para vós ainda faz ocultar aos vossos olhos a abrangente realidade cósmica universal.

Podeis assim então, com a visão espiritual dos eventos da saga terráquea ampliada, lançar um pensamento mais alto em direção às conquistas que o vosso espírito ainda tem que alcançar, para vivenciardes, em plenitude, todo este universo verdadeiro da vida dos seres criados, ainda em processo de expansão da consciência de suas virgindades perfeitas, no habitat do espaço sideral, com suas camadas dimensionais de várias qualidades frequências, que é a verdadeira residência do espírito.

A vossa 'essência única' , a vossa 'bolha ímpar' de vida cósmica pessoal, bailando nos cosmos ao lado das infinitas cifras de outras bolhas, as 'consciências vivas' criadas pelo Pai com todas as suas experiências recheando o seu interior de vossas odisseias vivenciadas, todas juntas coabitam o mesmo espaço divino de Seu Hálito Criador, o Verbo Divino que dá vida a todos os seres.

Sabemos que um dia, lá no momento em que o Pai conceber que assim tenha que ser, cada qual das suas bolhas vai ser rompida, as mais 'maturadas', e a construção que se fará a partir de todas elas em conjunto somente mais tarde poderemos revelar. E as outras farão o mesmo processo continuo até também serem liberadas... não que isto seja uma prisão... ao contrário, é um universo particular de respeito com a privacidade espiritual de cada ser...é importante que isto seja bem entendido.

Então teremos 'temas universais' inextinguíveis para tratarmos.

Gerações após gerações... a revelação será a vós propiciada a cada ciclo da Terra e de qualquer lugar da Criação.

Viemos falar deste assunto única e exclusivamente para dar uma referência maior sobre a nossa posição no Universo, porquanto o nosso interesse verdadeiro ao falarmos essas linhas que serão lidas, o objetivo muito bem definido que temos, é o de preparar os novos mensageiros que estão aportando na Terra e especialmente no Brasil. 

São eles as crianças e os jovens que iniciarão a compor a nova civilização terráquea, cuja explicação sobre a sua condição diferenciada, por estarem portando em seu DNA sutil os códigos do nascimento da nova raça planetária, tem sido trazida por vários canais.

As condições do desenvolvimento de uma 'nova raça no planeta' , entretanto, é mister nosso e vosso !

A nossa tarefa primordial é o 'concitamento' de vós todos aqui, encarnados nesta nação, especialmente, para que tomeis conhecimento desta grande missão da vossa sociedade como um todo e da 'família', no seu papel especifico de conduzir essas almas que aqui aportarão e já tem aportado.

Pais e mães e tutores: Qualquer que sejam as vossas condições, podereis sempre, através da consciência expandida sobre vossos papéis, propiciar uma condição favorável ao desenvolvimento desses seres especiais que se vos tem sido entregues pelas mãos do Pai !

Educadores espirituais: Que possais ter o conhecimento de tudo quanto temos a vos dizer para poderdes dispersar esta mentalidade de que as crianças e os jovens que já não mais se compatibilizam com o vosso tipo de raciocínio não tem solução na sua rebeldia e nos seus comportamentos atípicos, pois vosso tipo de conceituação das verdades é estreito quanto à visualização de que estes apenas precisam de 'Educação Espiritual Especial', à altura do que seus espíritos dinâmicos e avançados já contemplavam nos planos de onde vieram.

A Terra, para eles, assemelha- se a uma selva onde somente há perigos dos quais tem que se defender e sobreviver, partindo então para a 'agressividade' e outras ações incompatíveis com seus graus de conquistas espirituais.

É por isso que existe tanta revolta no meio deles que igualmente os leva aos vícios de toda ordem...

A incompreensão do mundo e as suas condições precárias de amor e consciência espiritual fica aparentemente na contra mão desse propósito divino. De forma sábia, no entanto, o Pai trabalha para o Bem geral, pois que através do próprio despertamento social para a questão das defasagens educacionais aos novos recém chegados ao planeta, todos vós culminais em terdes que aprimorar mais e mais vossos espíritos, na dedicação às causas do impulso à consciência planetária sobre a sua necessária regeneração e iluminação futura.

É preciso que haja uma atualização das vossas concepções para estas poderem acompanhar os ritmos dessas mentes que não se adaptam a esta Terra sofrida e limitada.

Podem muitos deles se desviar de seus caminhos e missões quanto à iluminação da Terra porque não encontram receptividade da sociedade naquilo que eles tem de mais poderosos, que é a sua 'vontade de inovar', de 'fazer progredir'!

Não sabendo disso claramente e sem subsídios mentais e ações preventivas da sociedade, dos pais e dos educadores, descambarão eles para o fracasso de suas missões pró 'Era Dourada'!

Eis ai a grande missão de vós ! A de preparardes, como os seus provisórios mestres, a estes seres ancestrais em missão galáctica na Terra.

O esquecimento sobre quem eles verdadeiramente são faz com que esses seres especiais não tenham as condições de preservar o seu 'equilíbrio emocional' diante das condições adversas ainda do vosso planeta.

É um desafio também, para cada alma que aqui aporta, manter viva a 'chama do seu projeto de vida', desde criança até a idade adulta, sem se desviar.

É também, para nós, sempre um motivo de apreensão, vamos dizer assim, esta questão, pois, dentre eles, não podemos calcular, mas existe um percentual que 'desiste', pela própria falta de condição da sociedade e da densidade planetária para acompanhar o ritmo evolutivo de suas almas sutis.

          Precisando de orientação, precisando do suporte de mentes 'em equidade' com a deles, para que eles possam sentir este necessário apoio logístico, possam esses ter um esclarecimento sobre si mesmos, sobre o seus papéis, 'através de vós', de vossa já esclarecida consciência, diante de muitos de vossos filhos e parentes, amigos, vizinhos e alunos que não convivem com criaturas de mente consciente e expandida.

           Não se sintam eles, assim, deslocados espiritualmente no próprio seio da generosa Terra que os acolheu como seus novos rebentos que semearão seu futuro dourado.








          

Eis ai a nossa maior tarefa ! A vossa, a de muitos mestres de luz, a de Jesus, a de Mestra Nada, a de Maria !

Que Deus nos abençoe para consigamos trazer sempre as informações necessárias que sejam alimento para todos os filhos imbuídos desta atividade de 'Conscientização da Terra' !

Que Deus nos fortaleça, que Deus vos fortaleça a cada dia !

Vós, que estais sempre sendo testados e desafiados, a cada momento de vossas vidas, e que tendes de manter a fé viva no que estais a fazer, a fé viva no próprio Pai, para dissolverdes as vossas próprias inquietações, dissolverdes os obstáculos que se opõem à continuidade da vossa marcha bendita sobre a Terra, tendes o dever de resolver pendências emocionais de vossos espíritos e ficardes na retaguarda de vossos pequenos e vossos jovens.

Estando como Maria, simplesmente Maria, acompanhando vossos passos neste orbe de redenção, desde os vossos primórdios, como aqui nascidos ou como migrantes siderais, clamo-vos a que vos acerqueis de vossos compromissos com vossos parceiros de caminhadas evolutivas, essas 'bolhas' únicas que compartilham da existência cósmica universal, na irmandade de todas elas provindas do 'Sagrado Hálito' do mesmo Excelso Pai.

Também é uma tarefa árdua para nós todos daqui deste plano, pois que as nossas gradações frequenciais são distintas das de vós...e, mesmo assim, estamos no nosso intento de liberar-vos de muitas dessas densas cargas vibratórias que vos acompanham nestes finais dos tempos de provações, presentes, todos os formadores da Terra, os construtores das formas e das espécies, na santificada Fraternidade Cósmica, de forma maciça na vida dos seres terrenos.

Eis que deve haver um intento muito pessoal por parte de vós, iluminando assim a espaço interior de vossas vidas como bolhas conscientes e inteligentes na redenção da queda dos anjos, qual seja a de trabalhardes ferrenhamente nas burilação de vossas arestas, de forma definitiva, para que possais estar também sendo mais facilmente remanejados para nossas esferas de repouso psíquico das agruras das vidas carnais.

O nosso intento através de nossas comunicações, de Maria e de muitos seres de luz, é o de vos ajudar, através da consciência da verdade integral da História da Terra, relativamente ao que cada ciclo ou 'era' comporta como admissível, para a continuidade da nossa obra em favor da sedimentação da Era de Luz e Amor no planeta.

O vosso próprio cabedal de luz individual pode, assim, ser acrescentado desses subsídios novos e promove, desta forma, novas inserções de vossos seres em planejamentos evolutivos vossos no próprio planeta ou mesmo fora dele, como benfeitores à sua humanidade.

  A cada ação nobre a que os vossos seres se dediquem, inspirados pelos nossos apelos, quanto a estardes todos conscientes de que estamos todos integrados com a perspectiva maior de espiritualização do planeta, meta de interesse de todas as dimensões galácticas, rumo à libertação e ascensão de todos os filhos do mesmo Magnânimo Pai, mais méritos teremos todos diante da 'Lei da Infinita Evolução pelo Serviço Interativo com a nossa Divina Origem e a nossa Divina UNICIDADE'.


 *************


Concluindo, filhos...



Dentro desse espírito de nossa irmandade no Hálito do Divino Criador, então, meus filhos, é que digo que fui a mãe de Jesus por ser esta Maria de que o Pai precisava...


Uma Maria do Cosmos, irmã vossa da eternidade....


Mais uma irmã de nome 'simplesmente Maria!'


Com o poder de todas as cores do universo dedico-me, ao lado do meu filho Jesus, a perpetuar em vós a qualidade curadora, restauradora e vitalizadora de cada um dos matizes divinos do COSMOS, DESIGNADOS A MIM CUIDAR E IRRADIAR a toda a humanidade...

Que Ele, no entanto, o verdadeiro venerável Ser Eterno que nos criou a todos e tudo traçou como nossos ofícios estelares, nos abençoe nos ilumine agora e sempre !

Que assim seja !

Glória a Deus nas Alturas e Paz na Terra aos Homens e Mulheres de Boa Vontade !
                                       


                                           De vossa irmã,

                                               

                                                   MARIA            
                                
                

Esta mensagem é uma das revelações de Maria do livro a ser publicado em breve:
                           
                      

                     " MENSAGENS DE MARIA NO BRASIL".



Mensagem canalizada por Rosane Amantéa em 05/07/2000, na sede da Fraternidade Espiritual da Estrela Ishtar, em Brasília- DF- Brasil  




COM ESTA RICA MENSAGEM DE NOSSA MÃE MARIA CONCLUÍMOS O CICLO DE SERVIÇO DE CONSCIENTIZAÇÃO ESPIRITUAL DESTE ANO DE 2010 DESEJANDO A TODOS OS AMIGOS E IRMÃOS LEITORES DESTE BLOG, E À TODA A HUMANIDADE, UM FELIZ NOVO ANO DE EXISTÊNCIA NA TERRA !

ACIMA DE TUDO RENDAMOS  MUITA GRATIDÃO A DEUS, PELA OPORTUNIDADE DE NOSSAS VIDAS NESTE PLANETA AMOROSO QUE ACOLHEU TODAS AS NOSSAS ALMAS !

E A TODOS OS SERES DE LUZ, QUE ZELAM POR TODOS NÓS, PARA QUE TENHAMOS FORÇAS PARA CAMINHARMOS RUMO À VITÓRIA DE NOSSAS ENCARNAÇÕES REDENTORAS , DIZEMOS COM EMOÇÃO E ALEGRIA :
                                
                    MUITO OBRIGADA !!!!!!!!!!!!!!!!



LUZ, PAZ, SAÚDE, FRATERNIDADE, HARMONIA E AMOR EM
2011 PARA TODOS NÓS !!


                                                        Com muito amor,                   


                                                        Rosane Amantéa







                                                                              ©2010Rosane Amantéa
 Esta mensagem pode ser compartilhada desde que os direitos autorais sejam respeitados citando o autor e o link
 Obrigada por incluir o link do site do autor quando repassar essa mensagem

Um comentário:

  1. Adorei seu blog, é um conforto interior estar aqui.

    Muita Luz!

    ResponderExcluir